Alexsom

Alexsom

GLASTONBURY 2017

CALENDAR JAZZ

MONTREUX ACADEMY 2017

Colour Me Free! - Joss Stone

Amy Winehouse Foundation

PLAYING FOR CHANGE

terça-feira, 23 de abril de 2013

4 selos fundamentais no Momento Maia!


mm166

Stateside
Stateside ($tateside) Records é uma gravadora britânica, que inicialmente lançava gravações americanas licenciadas se tornando um selo de reedições.  Foi formada em 1962 pela EMI como um substituto para o rótulo “Top Rank” . Enquanto artistas britânicos da Top Rank (como John Leyton) foram atribuídos a Columbia EMI e HMV, a Stateside continuou a lançar gravações dos seus fornecedores americanos, incluindo Amy, Bell, 20th Century Fox, Scepter, Vee-Jay and A&M, e incorporou a Tamla-Motown-Gordy da Oriole Records. O  primeiro hit do selo  foi “Palisades Park” de Freddy Cannon. O logo da Stateside  que tinha um enorme “45” no rotulo de seus singles tornou-se uma referência estética para outros selos da época,  foi o modelo para o novo visual da Columbia, Parlophone e da HMV. No final dos anos 1960, quando a EMI criou contratos de licença de longo prazo com rótulos dos EUA, como a Motown, MCA e Asylum, a  Stateside se  aposentou. Na década de 1980, o rótulo Stateside foi revivido como um rótulo reedição do catálogo especializado em gravações americanas de Capitol Records e outras etiquetas EMI adquiridos ao longo dos anos.
Okeh Records
A Okeh Records foi fundada por Otto KE Heinemann (1877-1965), um administrador germano-americana do ramo fonográfico que trabalhou com a Odeon Records. Quando a I Guerra Mundial devastava a Europa, Heinemann achou melhor ter uma empresa com sede americana. Ele incorporou o “Otto Heinemann Phonograph Corporation”, em 1916, e montou seu próprio estúdio de gravação e prensagem em Nova York, e começou a comercializar seus produtos em  1918. Heinemann usou seu próprio nome para criar seu selo OKeh, criado um trocadilho para a expressão “Tudo bem”. O diretor musical da companhia era Fred Hager, que também apareceu sob o pseudônimo de “Milo Rega”. Os primeiros lançamentos do selo eram  canções populares, números de dança e esquetes vaudeville semelhantes a outros selos da época, mas Heineman também quis experimentar com a música que era negligenciadas pelas grandes companhias de discos. Começaram produzindo gravações em alemão, tcheco, polonês, sueco e iídiche para comunidades de imigrantes dos EUA, algumas vindas da Europa e outras produzidas em seu próprio estúdio.  Em 1920,  as gravações de Ralph Peer com a cantora de blues Mamie Smith se tornaram grande  sucesso, que surpreendeu o selo. A empresa percebeu o significativo mercado, pouco aproveitado, para blues e jazz feito por artistas afro-americanos. Em 1922, ele criou um departamento exclusivo dirigido por Clarence Williams, para os chamados “Race Records” (feitos por e para Afro- americanos) começando as gravações em seus estúdios de Nova Iorque e ainda  abriram um estúdio de gravação em Chicago, que se tornara o centro do jazz na década de 1920, onde Richard M. Jones era  o diretor de gravações. As apresentações de artistas clássicos do jazz como King Oliver, Bogan Lucille, Bechet Sidney, McDaniel Hattie, Louis Armstrong e Duke Ellington foram gravadas pelo selo. Nesse período o selo cresceu muito investindo muito em novas técnicas de gravação.

A partir de 1932 os lançamentos  da Okeh não cresceram muito, tendo altos e baixos até 1953, quando a Epic transformou o selo Okeh um selo exclusivo de  rhythm and blues. Em 1963, Carl Davis tornou-se diretor artístico da Okeh e transformou o selo num grande sucesso.  Com a “soul music” vindo à tona nos anos 60, o selo ficou fortalecido.
Grande parte do sucesso da Okeh na década de 1960 foi devido ao produtor Carl Davis e as composições de Curtis Mayfield, depois que eles deixaram o rótulo, começou um declínio e a gravadora foi finalmente desativada discretamente pela CBS Records em 1970. Davis mudou-se para a “Brunswick Records” e fez dela um selo líder da “soul music”. Em 1994, a Sony Music reativou o selo Okeh (distribuido pela Epic Records) como um porta voz da new-age do Blues e lançou artsiats como  G. Love & Special Sauce, Keb’ Mo, Popa Chubby e Little Axe. Em 2000 o selo foi novamente desativado e seus artistas foram para a EPIC.

Colpix Records
Colpix Records foi a primeira empresa gravação da Columbia Pictures-Screen Gems. Colpix tem o seu nome da combinação de Columbia (Col) e Imagens (Pix). Foi fundada Jonie Taps e Harry Cohn em 1958, com base em Nova York. Paul Wexler dirigiu o selo e Stu Phillips estava no comando do repertório. Mais tarde, Lester Sill dirigiu o rótulo, depois de romper com Philles Records onde era sócio de Phil Spector.
Entre os artistas do selo estavam  Lou Christie, James Darren, Paul Petersen, Shelley Fabares, Freddie Scott  e The Marcels. Dois dos singles mais conhecidos da época era da gravadora “Blue Moon” do The Marcels e Shelley Fabares com “Johnny Angel”. A cantora Jo Ann Greer, que dublou várias das atrizes da Columbia Pictures, gravou dois álbuns clássicos no selo: Morris Stoloff: Soundtracks, Voices and Themes e The Naked City.
Colpix também lançou um álbum famoso com a trilha sonora dos desenhos animados de Hanna-Barbera.  Na esteira do assassinato do presidente Kennedy, em 22 de novembro de 1963, vários álbuns de tributo foram lançados no ano seguinte. Uma contribuição Colpix, em associação com a United Press International, foi “Four Days That Shocked The World”, disco que incluiu a cobertura de rádio de chegada do presidente em Dallas,até o momento do tiroteio em Dealey Plaza, e as filmagens de Lee Harvey Oswald, dois dias depois. O álbum foi com um livreto com o todo o relato do assassinato pelo  repórter da UPI, Merriman Smith. O rótulo foi desativado em 1966 e substituído pela Colgems Records, que foi utilizado principalmente para lançamentos dos The Monkees, durante sua existência de quatro anos. Antes de seu envolvimento com os Monkees, Davy Jones e Michael Nesmith já tinham assinado com a Colpix como artistas solo.
Colpix foi a primeira gravadora grande para a cantora e pianista Nina Simone, depois de ter feito sua estreia na Bethlehem Records. Ela gravou álbuns para o selo  de 1959 (The Amazing Nina Simone) até 1964 (Nina Folksy).  A Rhino Records publicou uma compilação dupla (The Colpix-Dimension Story, 1994)  sobre o selo trazendo seus grandes compactos.
Challenge Records
Foi fundada em Los Angeles em 1957 pelo cantor, Gene Autry e Joe Johnson  que trabalhou na Columbia como A & R. A participação de  Autry na marca foi de curta duração, ele vendeu sua participação para os restantes parceiros, em outubro de 1958. O primeiro sucesso da gravadora veio com o grupo instrumental The Champs, que teve o seu maior sucesso em 1958 com “Tequila”. Também tiveram uma série de hits com a cantora pop, Jerry Wallace (“Lane Primrose”) e cantora country Wynn Stewart (“Wishful Thinking”). Outros artistas do selo foram pioneiros da estética surf music como  Jan e Dean, Gary Usher, The Knickerbockersnger e cantor e compositor Jerry Fuller. O selo possuía um rótulo de azul com uma impressão em prata, após os primeiros lançamentos mudou para uma estampa vermelha, depois uma etiqueta marrom colorido com impressão prata. Finalmente em torno de fins de 1959, a companhia divulgou seus singles em uma etiqueta verde com impressão prata, essa indefinição estética prejudicou uma identificação visual com o selo. A empresa saiu do negócio em 1960 e a Sony / ATV Music Publishing possui o catálogo hoje.
Ouça no programa Momento Maia, os destaques destes 4 selos fundamentais!
1 Palisades Park – Freddy Cannon
2 Twist And Shout – The Isley Brothers
3 Sherry – The Four Seasons
4 Stop The Music – The Shirelles
5 Rik-A-Tik – The Fireballs
6 I Put A Spell On You – Screamin’ Jay Hawkins
7 Whole Lotta Shakin’ Goin’ On – Big Maybelle
8 Country Boy – Billy Lamont
9 You Give Me Heebie Jeebies – Dave “Baby” Cortez
10 I’ve Got That Feeling – Laverne Ray & The Raytones
11 Sports Car Sally – Bernadette Castro
12 Come On Back, Jack – Nina Simone
13 Crazy Little Heartache – Phil Castro
14 Staying Up Late – Kris Jensen
15 Breaking It Up Is Hard To Do – Shelley Fabares
16 Heart And Soul – Jan & Dean
17 Tequila – The Champs
18 Oh Babe – Big Al Downing & The Poe-Kats
19 Juliet – Huelyn Duvall
20 Machine – The Riptides
21 Rock Roma Rock It – Scatman Crothers

Blogdomaia.net

0 comentários: