Festivais de Verão 2018

Festivais de Verão 2018

Alexsom

Alexsom

LOLLAPALOOZA BRASIL 2018

Coachella 2018

CALENDAR JAZZ

MONTREUX ACADEMY 2017

Colour Me Free! - Joss Stone

Amy Winehouse Foundation

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Tony Bennett fala de disco novo e diz que gostaria de fazer dueto com João Gilberto

  • O cantor Tony Bennett, de 85 anos, que  lançou seu segundo álbum de duetos, em 2011, se apresenta em Copenhagen, na Dinamarca (5/10/11) O cantor Tony Bennett, de 85 anos, que lançou seu segundo álbum de duetos, em 2011, se apresenta em Copenhagen, na Dinamarca (5/10/11)
Em entrevista por telefone, esta semana, o cantor americano Tony Bennett falou à Rádio UOL sobre seu disco mais recente, “Duets 2”, que tem a participação de Lady Gaga, Amy Winehouse, k.d. lang, Norah Jones e Michael Bublé entre outros artistas. Na conversa, Bennett declarou também que no Brasil gostaria de fazer um dueto com João Gilberto, seu cantor favorito “de todo o mundo”.

Leia abaixo os melhores momentos da entrevista:


UOL – Qual o critério que você utilizou para escolher as participações nesta segunda versão de “Duets”?
Tony Bennett – O primeiro disco de duetos [de 2006] fez tanto sucesso que quisemos fazer outro. Meu filho [Danny] escolheu os artistas, nomes de jovens que estão em evidência atualmente. São 17 dos melhores artistas da atualidade. Nós enviamos a cada um deles três sugestões de músicas, sucessos que marcaram minha carreira, e eles escolheram uma pra entrar no disco.

UOL – Lady Gaga não é conhecida por cantar jazz. Você deu alguma dica pra ela de como cantar “The Lady Is a Tramp”?
Tony Bennett – Não! Ela não precisou. Ela é ótima. Acho que ela é uma grande artista, que sabe cantar maravilhosamente e que tem um talento incrível como performer. Ela vai “durar” muito tempo!

UOL – E vocês escolheram “The Lady Is a Tramp” para fazer um trocadilho com o nome dela?
Tony Bennett – Claro! Foi ela que escolheu e disse: “Bom, eu sou uma ‘Lady’ e estou aqui fazendo uma vagabunda [“tramp”, em inglês]” (risos).

UOL – Vocês pretendem fazer outras colaborações?
Tony Bennett – Eu a conheci em um show de caridade, e ela foi muito solícita quando a convidei para participar do disco. Ela disse que faria o que eu quisesse —e manteve a palavra. Depois de gravarmos juntos, ela me chamou para cantar com ela num show para a TV, no Dia de Ação de Graças. Então, é bem possível que a gente faça outras colaborações, sim.

UOL – O disco traz também um dueto com a Amy Winehouse, que é a última gravação de estúdio dela. Como ela estava no dia da gravação?
Tony Bennett – Ela estava totalmente sóbria naquele dia. Eu fiquei arrasado quando, um mês depois, meu filho me avisou que ela tinha morrido. Eu queria ter podido falar pra ela pegar mais leve nas drogas. Nós iríamos cantar juntos em Londres, num show de comemoração do meu aniversário [3 de agosto] do qual ela participaria. Foi muito triste ela ter morrido.

  • AgNews Durante passagem pelo Rio de Janeiro, Tony Bennett mostra pintura que fez na praia de Copacabana (30/10/2009)

UOL – Você tem planos de trazer o show de divulgação desse disco ao Brasil?
Tony Bennett – Não temos ainda nenhuma data marcada, mas adoro tocar no Brasil. Então, se for possível, iremos, sim. Adoro o Brasil e amo o Rio de Janeiro.

UOL – Com que artista brasileiro você gostaria de fazer um dueto?
Tony Bennett – Com João Gilberto. Ele é meu cantor favorito, do todo o mundo. Adoraria cantar com ele.

UOL – Alguma música em especial?
Tony Bennett – Eu amo a bossa nova. Poderia ser qualquer uma que ele quisesse. Mas gosto muito de “Wave”. Poderia ser “Wave”…
ANTONIO FARINACI
Colaboração para o UOL

0 comentários: