Festivais de Verão 2018

Festivais de Verão 2018

Alexsom

Alexsom

LOLLAPALOOZA BRASIL 2018

Coachella 2018

CALENDAR JAZZ

MONTREUX ACADEMY 2017

Colour Me Free! - Joss Stone

Amy Winehouse Foundation

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

"A imprensa matou Amy Winehouse", desabafa vocalista do Pulp, Jarvis Cocker

Cocker disse entender Amy, pois passou pela mesma coisa
Em entrevista ao jornal inglês "The Guardian", o vocalista da banda inglesa Pulp, Jarvis Cocker, comentou sobre a morte da cantora Amy Winehouse, em julho deste ano. Para ele, a imprensa teve parcela de culpa na ocasião.

"Ela morreu neste ano e todo mundo só falava que as drogas tinham matado a Amy Winehouse. Eu acho que a imprensa matou Amy Winehouse tanto quanto as drogas, porque a imprensa coloca as pessoas em um lugar em que elas não têm paz, então, elas só tentam escapar. Às vezes, você usa drogas e bebe para fazer isso", disse Cocker.

As causas da morte de Amy ainda não foram esclarecidas. Ela estava tentando se livrar do vício de bebidas alcóolicas e do uso de drogas. A família suspeita que o corpo da cantora não aguentou ficar sem as substâncias. O laudo final divulgado por médicos é que ela sofreu "morte acidental" por abuso de álcool.

Além destes problemas, Amy era insistentemente perseguida pela imprensa mundial, por sempre causar confusões e brigas em bares de Londres. Os tabloides tinham Amy como uma fonte contínua de notícias sensacionalistas e fotos bombásticas. Ou seja, Amy era lucro garantido.

"Essa atmosfera de medo que os tabloides causam, eu experimentei um pouco disse nos velhos tempos, faz com que você não queira sair, e você passa a agir de forma mais estranha, porque fica mais consciente, então, você quer perder o controle de algum jeito", finalizou Cocker.

0 comentários: