Alexsom

Alexsom

GLASTONBURY 2017

CALENDAR JAZZ

MONTREUX ACADEMY 2017

Colour Me Free! - Joss Stone

Amy Winehouse Foundation

PLAYING FOR CHANGE

quarta-feira, 2 de março de 2011

Brasil pega carona no festival Lollapalooza do Chile

Depois de o empresário carioca Roberto Medina levar o Rock in Rio a Lisboa e Moscou, chegou a vez do americano Perry Farrell exportar sua fórmula de festival.

Será realizado nos dias 2 e 3 de abril, no parque O'Higgins, em Santiago, o primeiro Lollapalooza Chile. O evento terá 60 artistas de rock, pop, hip-hop e música eletrônica.


O festival acaba, por tabela, mexendo no calendário brasileiro. Muitos artistas que vão se apresentar em Santiago aproveitam a viagem à América do Sul para fechar datas de shows no Brasil.

Entre as atrações do evento, figura o renascido Jane's Addiction, grupo liderado por Farrell. Idealizado em 1991 como turnê de despedida para essa banda, o festival Lollapalooza cresceu e se repetiu anualmente até 1997.

Nesse período, apresentou nomes de peso como Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers, Ramones e Metallica.

Depois de suspenso por alguns anos, voltou em 2003, com Audioslave e Queens of the Stone Age como atrações principais e um novato Kings of Leon na programação.

No ano seguinte, apesar de nomes como Morrissey, PJ Harvey e Sonic Youth, as baixas vendas antecipadas de ingressos fizeram Farrell cancelar a edição. Desde 2005 o evento é realizado no Grant Park, em Chicago, durante três dias. A edição 2011 acontece em agosto

Farrell cuida pessoalmente do evento chileno, em parceria com o escritório local Lotus Producciones. Segundo postou em seu blog, as economias brasileira e chilena são "as mais interessantes na América do Sul", mas descartou o Brasil por ter "muitos festivais agendados".

As noites em Santiago serão fechadas, respectivamente, pelo The Killers e pelo rapper Kanye West. Outros grandes nomes escalados são os indies americanos The National, Cold War Kids, The Drums e Yeah Yeah Yeahs.

Assim como Medina, Farrell também aposta na diversidade. A escalação vai do reggae de raiz do veterano Steel Pulse ao electro-rock do norueguês Datarock.

O público, que pode chegar a 50 mil pessoas em cada noite, terá quatro palcos para acompanhar. Um deles, dedicado à música eletrônica, apresenta como nomes principais os DJs Fatboy Slim e Armin Van Buuren.

A única banda brasileira escalada para o festival é o CSS (Cansei de Ser Sexy), liderado pela vocalista Lovefoxxx.

Entre os chilenos, destaque para o rock retrô do Los Bunkers e o show esquisitaço do Como Asesinar a Felipes.

É possível comprar ingressos do festival chileno na internet. Os preços variam de cerca de R$ 230 a R$ 650, válidos para os dois dias do festival.

Além dos shows já anunciados para o Brasil, são esperadas mais confirmações nos próximos dias, até mesmo do headliner Killers.

THALES DE MENEZESDE SÃO PAULO
-


Editoria de Arte/Folhapress

0 comentários: