Alexsom

Alexsom

GLASTONBURY 2017

CALENDAR JAZZ

MONTREUX ACADEMY 2017

Colour Me Free! - Joss Stone

Amy Winehouse Foundation

PLAYING FOR CHANGE

terça-feira, 13 de julho de 2010

Entenda quais são e de onde vêm os principais subgêneros do rock

Elvis Presley, Bruce Dickinson, Ramones e Robert Smith - Fotos: AP, Getty Images e Reprodução.



O Rock And Roll nasceu na década de 1950, nos Estados Unidos, fruto da bem aventurada mistura entre blues, country e rhythm and blues. E esse caldo de som rápido, dançável e pegajoso já usou topete, moicano, cabelos compridos, franja e hoje usa calças agarradas e coloridas. Entenda de onde veio o Rock And Roll, como ele se desdobrou e quais são os principais gêneros surgidos ao longo do tempo.


Confira a evolução do Rock no infográfico especial do Dia Mundial do Rock


Conheça figuras tão importantes para a história do rock quanto Elvis


Confira uma lista de baladas de rock em São Paulo


1950
O Rock And Roll nasceu nos súburbrios dos Estados Unidos. Jovens negros misturaram influências vindas do blues, country e rhythm and blues para dar o primeiro formato ao Rock. Nomes como Chuck Berry, Bo Diddley, Fats Domino, Little Richard, Jerry Lee Lewis e Gene Vincent foram grandes responsáveis pela popularização da guitarra elétrica e abriam as portas para que Elvis Presley levasse o Rock And Roll ao acesso de todas as classes sociais com seu indefectível e frenético rebolado.


1960
A década de 1960 viu nomes como Rolling Stones, The Who, The Doors e Bee Gees surgirem. O Rock foi ganhando cada vez mais espaço e, em 1960, quatro rapazes de Liverpool, Inglaterra, formaram a banda mais famosa de todos os tempos: The Beatles. George, Paul, John e Ringo influenciaram jovens do mundo todo que, assim como eles, seguiram mudando conforme a música.


No meio da década de 1960, com o Rock já tendo alcançado dimensões globais, o gênero ganhou adornos coloridos, flores, nuvens, estrelas e deixou a caretice dos terninhos e cabelos bem arrumados de lado. As drogas psicodélicas e a onda hippie faziam a cabeça da juventude e nomes como Bob Dylan, Joe Cocker, Jimi Hendrix e Janis Joplin despontaram como novidade. O marco dessa época foi o festival Woodstock, realizado em agosto de 1969.


1970
Uma segunda leva de bandas de Rock britânicas e norte-americanas tornou-se popular durante o início da década de 1970. Nomes como Grand Funk Railroad, Led Zeppelin, Kiss, AC/DC, Deep Purple, Queen, Alice Cooper, Judas Priest, Status Quo, Aerosmith, e Scorpions, intensificaram o modo de executar acordes e solos, dando origem ao hard rock.


Em 1968, em Birmingham, Inglaterra mais uma vez, nascia o Black Sabbath, tida como a primeira banda de heavy metal da história. A partir daí, o caminho para outros grupos com vontade de fazer o mesmo som foi se expandindo e daí nasceu a onda do heavy metal britânico, com nomes como Iron Maiden e Judas Priest.


Também na década de 1970 e, para variar, na Inglaterra, surgiam nomes como David Bowie, Alice Cooper e Queen, que logo foram englobados em um novo gênero – o galm (que vem de glamour). No Brasil, o grupo Secos & Molhados (de Ney Matogrosso) e nomes como Raul Seixas também se encaixam nos subgêneros glam e psicodélico.


Ainda na década de 1970, uma resposta à megalomania do heavy metal veio como um golpe seco e direto, sem firulas: o punk. A ordem era reduzir tudo ao básico: uma gruitarra, um baixo, uma bateria e um vocal, não mais do que isso. Ramones, Sex Pistols e The Clash são alguns dos nomes de maior peso que surgiram dentro do movimento, que também tem seu lado social e político.


1980
A revolta e velocidade punk deram lugar à melancolia na década seguinte. Joy Division, The Cure, The Smiths e Bauhaus, entre outros, fizeram do pós-punk o momento de se afogar em angústias e abusar do visual dark. No Brasil, era a hora de Barão Vermelho e Titãs aparecerem.


1990
Quase 20 anos após a revolta punk, surge a revolta grunge. O estilo musical nascido em Seattle, Estados Unidos, gritava contra exageros e gracejos que dominavam o Rock até então (com nomes do tipo Twisted Sisters, Poison e Mötley Crue). Munidos de bermudões, camisas de flanela e bolsos cheio de drogas, bandas como Nirvana, Pearl Jam, Mudhoney e Stone Temple Pilots chegaram ao estrelato.


Foi a década do surgimento e popularização do pop punk, principalmente na califórina, com o Blink-182 e Offsrping.


Na Inglaterra, o britpop (rock com arranjos tipicamente radiofônicos) ganhava espaço com nomes como Oasis, Blur, Placebo, Radiohead e Travis.


2000
No mundo da música, diz-se que a primeira década dos anos 2000 é a década perdida da música. Nenhum movimento de peso nascido. Em contrapartida, alguns alegam que esta é a década do indie rock, representado por bandas como The Strokes, Arctic Monkeys, The Killers, Franz Ferdinand, The Raconteurs, Spoon, The Kooks, Bloc Party, Kaiser Chiefs e Muse.


É também a década da popularização do emocore comercial (hardcore emocional), representado por bandas como The Used, Fall Out Boy, Panic At The Disco, Simple Plan e Good Charlotte. E é do emo que vem a atual febre musical entre os jovens, o “happy rock”, que resolveu colocar cor às lágrimas e falar sobre como é gostoso viver e ter amigos.


Fonte:Abril

0 comentários: